Recentemente, a britânica designer de joias Kat Florence processou a adorada atriz Sarah Jessica Parker. O contrato milionário entre a joalheria e atriz não deu muito certo. Então, o que era uma boa parceria se tornou um a verdadeira dor de cabeça para ambas as partes. Entenda tudo o que rolou entre Sarah Jessica Parker e Kat Florence.

Quem pensa que no mundo da moda tudo são flores está completamente enganado. No finalzinho do mês de abril a designer de joias abriu um processo contra a atriz Sarah Jessica Parker. Por dar vida a  Carrie, em Sex and the City, Sarah se tornou um ícone no mundo da moda.

Então, como Carrie era uma fashionista e também colunista da revista Vogue, Sarah ganhou esse papel no mundo da moda. Como consequência, Sarah se tornou uma personalidade requisitada para estrelar campanhas de roupas, sapatos, acessórios, e claro, joias.

Kat Florence Processa Sarah Jessica Parker
Segundo representantes da joalheria, Sarah não cumpria seus compromissos pré estabelecidos

Entretanto, em um dos tantos contratos assinados por Sarah houve desentendimento e tudo acabou mal. Saiba os detalhes sobre o processo que envolve a designer de joias Kat Florence e a atriz Sarah Jessica Parker.

Contrato milionário

De acordo com a joalheria Kat Florence, a atriz havia assinado um contrato milionário. O valor era de 7,5 milhões de dólares em outubro de 2015. A empresa ainda alega ter feito a antecipação de 5 milhões de dólares. Dessa forma, seria possível liberar o uso da imagem e do nome da atriz relacionado a coleção.

Sarah Jessica Parker Processo
Segundo o contrato, a joalheria poderia usar o rosto e o nome de Sarah associados a coleção

A coleção chama-se D-Flawless Diamond Collection. Atualmente, após o desenrolar do processo a coleção aparece no site sozinha, sem nenhum vínculo com a atriz ou com seu nome.

Relação díficil

De acordo com o contrato assinado por ambas as partes, Sarah seria a cara de uma coleção de joias. Além disso, a coleção inclusive teria seu nome. Entre os compromissos de Sarah com a marca estava acordado que ela iria à inauguração da loja de Londres e também promoveria a marca durante alguns eventos.

Embora estivesse em Londres no dia da inauguração, Sarah não cumpriu o compromisso da inauguração da loja. O que segundo a apuração do site sobre celebridades Page Six trouxe diversos prejuízos à designer Kat, como o cancelamento do evento, o enfraquecimento da estreia da linha de joias e também os danos a própria reputação de Kat.

Sarah Jessica Parker Kat Florence
A atriz Sarah Jessica Parker com Kat Florence, presidente da empresa

Ao que tudo indica, Sarah não compareceu à inauguração, pois no mesmo período estava em Londres para lançar uma fragrância assinada por ela. Entretanto, as reclamações vindas da marca relacionadas a atriz já são de longa data. Desde 2016, a empresa de Kat Florence estava desconfortável com o fato da atriz ficar quatro meses indisponível, pois estava gravando uma série.

A empresa também alega no processo que em 2017 Sarah Jessica Parker não tirou fotos com Kat Florence, presidente da empresa, durante o Globo de Ouro. E nesse período estava acordado que a atriz iria fazer a divulgação da marca.

Entre tantas reivindicações, a empresa de joias também inclui que a atriz nem ao menos seguia a presidente da empresa no Instagram. E isso é um indicativo de que Sarah não fazia nenhum tipo de publicidade relacionada a marca em sua conta da rede social.

O outro lado

Embora a joalheria esteja reivindicando pontos diversos no processo, há o outro lado da história. Segundo relatos de uma fonte ao site TMZ, após Sarah ter assinado o contrato, a empresa acrescentou várias outras demandas para a atriz. Entre elas estavam: levar a presidente da joalheria à 4 eventos, fazer 50 posts no instagram no período de um ano. Além disso, usar joias da marca em todos os eventos de premiação e em mais outros 24 eventos.

Kat Florence Sarah Jessica Parker
Segundo a empresa, Sarah apenas foi fotografada com as joias da coleção durante a sessão de fotos para campanha

A fonte da TMZ ainda alega que  um outra cobrança da joalheria era que Sarah usasse sempre uma peça da coleção em sessões de fotografia de revista. E também que ela falasse sobre as joias em 12 revistas internacionais por ano.