Nesse post, vamos explicar detalhadamente como é o processo de fabricação das semijoias. Afinal, as peças são amplamente utilizadas e a expansão de mercado desse segmento aumenta a cada ano. Por isso, vamos analisar os bastidores da produção dessas peças luxuosas e ao mesmo tempo acessíveis. Dessa forma, é possível saber o que faz a semijoia ser um acessório tão especial.

Vamos explicar cada uma das etapas de produção que envolvem a concepção e criação das peças. Afinal, a qualidade das semijoias é muito superior se comparamos com bijuterias. E são os processos que envolvem sua criação, que garantem um acessórios lindo e duradouro.

Semijoias Finas
Semijoias finas Waufen

Além disso, outro ponto positivo das semijoias é que devido aos processos detalhados de criação sua semelhança com as joias é incrível. E ainda há o bônus de terem um preço mais acessível para diversos consumidores.

Etapas de criação das semijoias

Então, o processo de fabricação das semijoias segue padrões muito parecidos a produção de uma joia. Embora seja um pouco complexo, vale a pena entender cada etapa, pois a partir delas vem os resultados deslumbrantes.

fabricação das semi joias

Antes de começar as etapas de produção há o planejamento da peça. É preciso criar um conceito e um design para a semijoia. Depois é hora de fazer o protótipo da peça. Essa é uma etapa muito importante para as próximas fases. Então, acompanhe cada um dos processos de fabricação das semijoias abaixo:

Primeira etapa: Criação e design das semijoias

Considerada uma das etapas mais importantes da fabricação de uma semijoia, essa fase define o desenho da peça e todos os seus detalhes. O design pode ser feito de forma manual ou por meio de softwares especializados no desenho de joias, que é o mais comum.

semi joia

É importante ressaltar que nesta etapa que o artista utiliza todas suas referências e observa as tendências da moda do momento. Por isso, nesse processo criativo é que surgem peças originais, ou como é mais frequente no caso das semijoias, peças inspiradas em alta joalheria. Feito esse processo, o esboço/projeto é levado ao artesão (o ourives) para que ele possa iniciar a produção do objeto.

Segunda Etapa: Protótipo

A Prototipagem ou Prototipagem Rápida é definida como um conjunto de tecnologias, que permitem dar vida às joias a partir de sistemas utilizados no computador. Ou seja, é o processo que começa a materializar o objeto. É como se você pegasse todo aquele design já elaborado na etapa anterior e transformasse por meio da computação gráfica em algo palpável.

Algumas das vantagens dessa tecnologia é a economia de tempo e custo. Além disso, a precisão, qualidade e uniformidade. A prototipagem fez com que os fabricantes pudessem eliminar, aproximadamente, cinco etapas de fabricação tradicional. Desde o modelo criado até a peça finalizada.

fabricação das semi joias

Finalizado o projeto virtual da semijoia, por meio de um software especial, o objeto se torna sólido quando passa por um sistema de usinagem. Esse último é um processo de desgaste mecânico de um material, até chegar a forma desejada da peça. Portanto, é a lapidação da semijoia bruta para que tome a forma desejada.

Para entender melhor o processo de usinagem, veja o vídeo abaixo:

Outra forma alternativa para esse processo é através do uso da impressora 3D. Essa tecnologia permite a impressão tridimensional, através de camadas finas. Então, a impressora 3D consegue transformar desenhos e ideias em objetos.

Terceira etapa: Árvore de fundição

Feita a prototipagem é a hora de fazer a montagem de uma etapa conhecida como da árvore de fundição, constituída por uma estrutura central e uma base. De um lado, é feito um processo de soldagem (com plástico ou cera) de pequenos varões. Do outro, é soldado apenas um pequeno dispositivo que servirá de apoio.

O operador fixa os pequenos conjuntos na estrutura central da árvore (caule) em linha reta formando fileiras. Depois, ele faz a soldagem de mais quatro varões na parte de fora. Feito isso, ele consegue sustentar a árvore para as próximas etapas.

semi joias
Árvore de fundição semi joias finas

Em relação ao tipo de material a ser utilizado, cabe ao operador determinar quais são suas necessidades. Existem os mais líquidos, mais flexíveis, os que resfriam mais lentamente, entre outros. Na próxima etapa, vocês verão o quanto esta árvore é importante para se alcançar o objetivo final.

Quarta etapa: Moldagem da semi joia

Com a árvore pronta, ela é mergulhada em uma vasilha de aço cheia de gesso líquido. Após alguns minutos, a gesso irá endurecer e formar um só bloco misturado a árvore. Para que o gesso tenha melhor consistência, é importante deixar o molde alguns minutos em um forno. Então, a árvore irá derreter. Após essa etapa o metal líquido vai escorrer pelos canais e cavidades do projeto.

semijoias de luxo

Neste vídeo, você confere uma parte do processo:

Quinta etapa: Injeção do metal / Fundição

Nesta fase os objetos ficarão com formas praticamente definitivas, com limitações de tamanho e formato. Depois, as peças apenas passarão por alguns processos de acabamento. Diretamente ligada à fase anterior, nesta etapa pequenos blocos de metal são colocados em uma vasilha feita para suportar alta temperatura. Este recipiente é inserido em um forno que ao atingir uma média de 900ºC inicia o processo de fusão do metal.

Após alguns minutos, o metal estará completamente líquido dentro da forma. Nessa hora, é necessário retirar a vasilha do forno e inclinar sobre o molde com o formato e medidas correspondentes a peça a ser fabricada. O metal derretido  deverá escorrer sobre o molde até enchê-lo totalmente.

Para entender melhor esse processo, dê o play no vídeo abaixo:

Sexta etapa: Início do acabamento

Dependendo do estado das peças, elas passam por esmerilhamento e polimento antes de serem rebarbadas. O objetivo do rebarbamento é eliminar todos os pontos salientes e as arestas que não fazem parte do objeto final. É aquele toque do acabamento para deixar a semijoia com o aspecto de peça luxuosa. Após retirar peça por peça do molde, o fabricante usa lixas e equipamentos especializados para dar o acabamento detalhado.

Semi joias finas
Semijoias finas em rubelita

O fabricante coloca as peças a serem rebarbadas e também e os “chips” (pequenas peças feitas de resina ou material cerâmico abrasivo) em um tambor rotativo. Então, através do atrito entre as peças e os chips é possível obter o acabamento desejado.

Além do tambor, é possível fazer o rebarbamento por meio de um equipamento de vibração. O equipamento vibra várias vezes com o objetivo das peças tocarem nas esferas. Como as peças são mais macias, elas são automaticamente desbastadas quando são tocadas pelas pedras abrasivas ou vidros. Desse modo, é possível retirar todas as saliências e arestas das semi joias.

Neste vídeo, é possível ver na prática como funciona esse processo:

Sétima etapa: Cravação da semijoia

A cravação o ato de fixar pedras nas semijoias. Portanto, o cravador é um profissional qualificado e apto para esta área. Ele utiliza de técnica, arte e muita precisão para realizar o trabalho. Imagine aquela semijoia maravilhosa, cheia de pedras lindíssimas e bem acabadas! Saiba que o cravador as colocou uma a uma. Para isso, é preciso muita paciência e dedicação.

Então, para fazer qualquer tipo de cravação, o artesão utiliza um equipamento chamado de “furadeira pneumática”. Ela realiza os furos onde ficarão as pedras. Caso a peça já tenha sido moldada com o alojamento da pedra, basta limpar o local ou expandi-lo mais de acordo com o tamanho da pedra a ser colocada.

fabricação das semi joias

Também há outras ferramentas que podem ser utilizadas. Elas são: os buris, limas especiais, brocas, fresas, marteletes, perruás e outras. Com os equipamentos corretos, o cravador pega cada pedra por vez e as insere em seu alojamento. A fixação adequada da peça é determinante para o sucesso da operação.

Atualmente, os profissionais da área trabalham com uma margem de erro extremamente reduzida. Isso porque hoje os produtos são quase todos feitos através da modelagem 3D, o que levou as peças a ganharem espessuras e dimensões bastante precisas.

Formas de cravação 

Então, existem diversas formas de cravação. Entretanto, as principais são: cravação invisível (aquela que você não enxerga os pontos que prendem a pedra), trilho, pavê, com garras e inglesa.

cravacoes semi joias finas
formas de cravação
  • Cravação com garras: Esse tipo de cravação utiliza garras (ou grifas) para fixar as pedras. As garras podem ser redondas, meia-cana, fios faca, largas e estreitas, entre outras.
cravacao de semi joias
Semijoia com cravação de garras

Os encaixes executados nas grifas serão o ponto de contato da pedra com o metal. Esta etapa deve ser perfeitamente realizada com o objetivo de que a pedra esteja nivelada e fixada com segurança sem risco de trincas e quebra. 

  • Cravação inglesa: Sua característica principal são as virolas que contornam a pedra. O cravador necessita um excelente domínio técnico, já que é necessário bater o metal em toda borda da pedra, fixando-a com uma quantidade uniforme do produto.
comprar semi joias
  • Cravação no trilho: Bastante semelhante ao tipo anterior, esta cravação consiste em dispor todas as peças alinhadas, em uma sequência de trilho. Os encaixes devem ser feitos na parte interna da parede da peça e todas as medidas das pedras devem ser devidamente conferidas.
  • Cravação pavê: Caracteriza-se por superfícies cobertas por pedras. Normalmente este tipo de cravação é feito com diamantes. No entanto, isso não é uma regra. O objetivo dessa técnica é o de preencher completamente a superfície, dispondo as pedras bem próximas às outras.

Oitava etapa: Acabamento da semijoia

Esta é a etapa onde se realiza a última verificação nas joias, com o objetivo de encontrar possíveis defeitos e imperfeições. Sem fazer essa inspeção final, as peças não são liberadas para a venda. Essa verificação pode ocorrer tanto de forma manual quanto de forma tecnológica, através de aparelhos que realizam as análises.

Geralmente, mesmo que as peças estejam perfeitas, elas ainda passam por um polimento especial, para se tornarem ainda mais bonitas e brilhantes.

Abaixo, você pode ver este vídeo que contém todas as etapas de fabricação de semijoias:

Nona etapa: Banho

Os banhos consistem na disposição de uma fina camada de um determinado tipo de metal sobre outro por meio de um processo químico chamado de eletrodeposição. Normalmente, os fabricantes de semijoias contratam uma empresa especializada em banhos para fazer este trabalho. Isso porque ele exige muito conhecimento da área química, aprovações ambientais e altos investimentos em tecnologia de ponta.

Os banhos são aplicados com diversas finalidades. Entre elas as mais comuns são: realçar a cor do metal e estabelecer uma camada de proteção. As espessuras da camada de banho irão depender do objetivo que o fabricante quer alcançar.

Diferenças entre o banho da semijoia e o banho da bijuteria

Os chamados “banhos flash” produzem uma fina camada de metal e são usadas para uniformização da cor ou para proteção. Eles são utilizados nas confecções de bijuterias. Já as semijoias recebem os “banhos de folheação”, em que é depositada uma camada mais grossa de metal nobre sobre as peças

A quantidade é medida por micra (ou mícron). Cada micron significa um milésimo de centímetro de ouro. Para se ter uma ideia da diferença da qualidade de uma semijoia para uma bijuteria, basta analisarmos a quantidade de mircons presentes em cada uma das peças.

Um banho de folheação pode variar de três a quinze microns. Já o banho flash não chega a conter nem dois microns. Logo, uma semi joia contém uma quantidade muito superior de camada de ouro, o que interfere radicalmente em sua durabilidade e brilho.

fabricação das semi joias

Então, podemos ver que o processo de fabricação das semijoias é longo e complexo. Trabalhos manuais e tecnologia de ponta se juntam para conceber peças com qualidade excepcional. Além disso, os revestimentos nobres aplicados nas peças garantem ótima durabilidade quanto à oxidação e resistência ao resgate.

Portanto, ao utilizar uma semijoia fina, com certeza você estará usando uma peça bem feita, a partir de processos detalhados. Então, com certeza estará com um acessório de beleza única, que deixará qualquer look mais luxuoso e elegante.

Por isso, ao comprar semijoias tenha atenção e verifique se a marca é de confiança só assim você terá certeza da qualidade das peças. Na Waufen garantimos a excelência dos produtos, afinal além de lindas as peças são submetidas à todas essas etapas detalhadas de produção.

Brincos ponto de luz fusion semi joias baratas

One thought on “Conheça o processo de fabricação das semijoias

  1. Sérgio Rossato says:

    Olá! Se possível Gostaria de saber em media quantas semi joias são fabricadas por hora? E a mão de obra em média são quantos funcionários?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.