Os brincos são acessórios indispensáveis! Por isso vale a pena apostar neles para seguir as últimas tendências. Na Waufen, temos brincos grandes e brincos da moda para você arrasar! Além disso, temos dois clássicos principais: brinco de ouro e brinco de prata. Outro must have é o brinco de argola, que na Waufen, você encontra em muitas opções diferentes.

Banner Brincos

Brincos

Produtos encontrados: 1571 Resultado da Pesquisa por: em 35 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 1571 Resultado da Pesquisa por: em 35 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Provavelmente, você já percebeu que os brincos são acessórios unissex. Por isso podem ser usados por mulheres e homens na sociedade moderna. Até mesmo as crianças, em alguns casos, já saem da maternidade com o adereço nas orelhas…

Entretanto, o que poucas pessoas sabem, é que esse é um hábito antigo. Um ótimo exemplo é a civilização da Pérsia, onde o uso de brincos era muito popular entre os homens, conforme os registros artísticos.

Outra civilização bastante associada ao uso de brincos é a dos piratas. Além disso, os índios também usavam e continuam usando o adorno, como forma de resistência cultural e também associando o acessório à divindade.

E por falar em divindade, não podemos nos esquecer que, na antiga Israel, as mulheres usavam os brincos no nariz,o que era muito relacionado às fortunas pertencentes às famílias. Então, além da vaidade, os brincos de ouro, prata ou inox fazem parte também da nossa cultura.

Brincos: do que eles são feitos?

Existem brincos de diversos materiais. Brincos de ouro, brincos de prata, de aço, com detalhes em pedras preciosas, brincos de vidro, em plástico, madeira entre outros…


O tamanho das peças também é variado. Então, o que determina o tamanho é a capacidade física de cada lóbulo. Dessa forma, cada tipo de orelha consegue acomodar o adorno em tamanhos diferentes. O importante é ter segurança para que o brinco não rasgue ou provoque algum dano maior para a orelha.

Inclusive, em alguns casos, brincos pesados demais usados por um longo período podem ocasionar o alongamento do lóbulo da orelha e da perfuração. Por isso: todo o cuidado é pouco. Então, escolha sempre peças leves e que proporcionem conforto, quando utilizadas.

História dos brincos

Os brincos representam uma das formas mais antigas e conhecidas de modificação corporal que a humanidade conhece. Inclusive, seu uso está presente em registros de diversas culturas ao longo da história. A primeira vez que se tem notícia do uso de brincos ao longo da história, aconteceu em Persépolis, que ficava na antiga Pérsia. Imagens recuperadas de pinturas em paredes na época, mostram que os soldados usavam brincos como forma de modificação corporal e demonstração de seus atos de bravura.

Outro registro, está na bíblia, no livro de Êxodo, 32:1-4. Neste trecho, está escrito que Moisés estava no Monte Sinai, quando os israelitas exigiram, neste momento, que Aaron fizesse um Deus para eles. E assim, para realizar tal desejo, ele pediu que fossem trazidos os pares de brincos dos seus filhos e filhas, além de outras joias. Assim, ele conseguiria cumprir a sua demanda original e finalizar sua criação. Essa passagem se dá, aproximadamente, 1500 a.C, por isso podemos comprovar o uso antigo do acessório.


Os brincos também estavam presentes no movimento Renascentista Inglês, que aconteceu por volta de 1590. Os adornos enfeitavam as orelhas de cortesãos e políticos na época. Um documento publicado em 1577 por William Harrison, clérigo, descreveu: “Alguns cortesãos de luxo e alguns senhores de coragem usam tanto anéis de ouro e pedras grandes quando pérolas ou pedras em seus ouvidos”.

O uso de brincos entre os marinheiros

Também usavam brincos em suas orelhas os marinheiros. Essa era uma forma de destacar aqueles que já tinham navegado ao redor do mundo. Ou que pelo menos, já tinham passado pela linha do equador.

Além disso, eles também utilizavam o brinco de ouro. Isso porque, caso o marinheiro morresse no mar os brincos poderiam ser usados para pagar as despesas do velório. Vale lembrar, que nesta época, o velório era muito aclamado nos ritos católicos.

Por isso, os marinheiros procuravam ter a sua despedida dentro dos moldes do catolicismo também. Justamente, por esse motivo os brincos de ouro eram os preferidos dos marinheiros.

Proibição do uso dos brincos

Se você conversar com pessoas mais velhas, provavelmente, eles vão demonstrar uma outra concepção sobre o uso dos brincos, dependendo de sua cultura. Especialmente, sobre o uso do brinco pelos homens. Embora, hoje em dia isso seja bastante comum, os mais velhos têm seus motivos e memórias que justificam o pensamento.

Como explicamos no começo do texto, o uso do acessório era pertinente à diversas comunidades. Inclusive na tribo Ainu, o acessório era comum tanto para homens quanto para mulheres. Contudo, no século XIX, o governo de Meiji, no Japão, passou a proibir e condenar àquele que estivessem usando os acessórios nas orelhas. Assim, cresceu um mito em cima do uso dos brincos nessa e em outras civilizações.


A volta do uso de brincos à moda

Na década de 60, o uso de brincos e acessórios pelo público masculino passou a
voltar à moda entre os hippies, os punks e de forma geral entre os mais modernos. Também devemos lembrar que nessa época, ainda não existia um mercado relevante para atender essas necessidades. Então, a maioria das perfurações eram feitas em casa mesmo.

Inclusive, é possível constatar esse momento da história através da representação no filme Grease, em 1978. A personagem Sandy (Olivia Newton-John), que é a protagonista da história, tem as orelhas perfuradas por suas amigas para colocar brincos femininos.

Já na década de 70, tanto os brincos quanto os piercings passaram a ser muito populares entre a comunidade punk rock. Na década de 80, os artistas passaram a contribuir para este movimento, passando a reforçar ainda mais a aceitação do acessório também no público masculino. Posteriormente, os brincos também foram adotados pelos atletas profissionais, principalmente, os americanos.

Ainda nos anos 80, os britânicos passaram a usar o acessório com maior naturalidade. George Michael, do Wham! se destacou como um dos homens da época que usavam o acessório sem restrições. O ator e lutador, Mr. T, ficou conhecido por ser uma persona que usava e abusava das joias.

Inclusive, ele lançou a moda de usar o brinco nas duas orelhas, entre os homens. Até o momento em questão, os homens usavam o acessório somente em uma orelha. Apesar disso, a tendência de usar a joia dos dois lados se popularizou após os anos 90.

Brinco ideal para cada tipo de rosto

Agora que você entendeu um pouco da história deste acessório tão usado, chegou a hora de descobrir qual modelo combina melhor com seu perfil e estilo. Assim como os tipos de roupas, os brincos e suas variações combinam melhor quando entram em harmonia com o nosso biotipo. Mas, é claro, vale lembrar que o mais importante é se sentir bem e estar confortável. Por isso, separamos algumas dicas bem legais para que você descubra o modelo de brinco que mais combina com você. Vamos lá?

Rosto oval

Podemos chamar de rosto oval aquele em que a altura do rosto é 1,5 vezes maior que a sua largura. Como se trata de um rosto padrão, ele combina bem com qualquer tipo de brinco.

Rosto Quadrado

Esse tipo de rosto apresenta as maçãs do rosto, a testa e o maxilar na mesma proporção de largura. Então, se você tem a intenção de disfarçar a largura do queixo, por exemplo, o ideal é apostar nos brincos médios, que fiquem sempre acima da linha do queixo. Dessa forma, a composição fica mais harmônica. Em relação aos formatos, o ideal é optar por brincos circulares ou que se apresentem em linha reta, evitando o uso de pingentes.

Rosto redondo


O rosto redondo é aquele que apresenta a mesma altura e a mesma largura. Se você tem este tipo de rosto, o ideal é que você use e abuse de brincos longos e finos. Além disso, as peças podem ter pingentes na ponta do brinco ou então, apresentar formas geométricas para ajudar a alongar o rosto. Então, se você tem a intenção de conseguir afinar o seu rosto, evite brincos que sejam volumosos e circulares, principalmente, se eles estiverem próximos à orelha.

Rosto triângulo invertido

O rosto triângulo invertido é aquele que apresenta a testa mais larga e o maxilar é mais estreito. Para que você consiga equilibrar o seu visual com elegância, a dica é colocar mais volume na parte inferior do seu rosto. É por esse motivo que você deverá dar preferência aos brincos maiores na parte inferior.

Rosto triangular

O rosto triangular é aquele que apresenta o maxilar mais largo do que a testa e
por isso, uma excelente escolha é a de brincos pequenos que concentram a maior parte do volume perto da orelha.

Quais são os tipos de brincos?

Pode não parecer, mas existem diversos tipos de brincos que você pode escolher de acordo com seu estilo e também formatos do rosto. Por isso, separamos os tipos mais populares de brincos para você saber aproveitar da melhor forma o acessório:

Brinco de Botão

Os brincos de botão, como são conhecidos, são discretos e pequenos, muitas vezes, são escolhidos para o dia à dia. Mas, nada impede que eles sejam usados em ocasiões formais também. Então, esses brincos são ótimas opções para festas de formatura, casamentos e festas formais.

Esse é o verdadeiro brinco versátil, afinal, eles são ótimos para qualquer ocasião e também combinam com qualquer tipo de rosto por serem pequenos e discretos. Além disso, eles conferem leveza e feminilidade e são perfeitos para ornar com os looks e demais acessórios.

Brinco Médio

Os brincos que se enquadram nesta classificação são aqueles que reúnem discrição e também luxo. Mas, vale lembrar que tudo depende do brinco que você vai utilizar e do material do qual ele é feito. Uma boa opção para festas e ocasiões importantes são os brincos com pedras e brilhos, que possuem pedras grandes.

Para o dia à dia, uma boa ideia é optar por modelos feitos com cristais, já que eles são mais discretos. Eles também são uma ótima opção para quem tem o rosto triangular. Isso porque eles podem auxiliar você no aumento do maxilar. Um bom brinco médio vai te ajudar a aumentar a região do lóbulo, cumprindo o seu papel de harmonizar o visual nos rostos triangulares.

Brinco Longo

Por ser um brinco maior, é permitido apostar em diversos materiais, como
pedras, franjas, penas, miçangas entre outros. Então, através da escolha do material que se define em qual ocasião a peça será usada. Então, os brincos brilhantes de zircônias são indicados para serem usados à noite. Já os mais simples e que não tenham tanto brilho podem ser usados durante o dia, mas é bom prestar atenção para não exagerar.


Quem tem o rosto mais arredondado, tem como ótima opção os brincos longos e finos, que irão dar um aspecto mais interessante ao rosto. Já seu o seu rosto for quadrado, procure não usar brincos com fios muito longo, porque eles podem contribuir para aumentar o aspecto do maxilar. Já, se o seu rosto for triangular invertido, os maxi brincos são uma excelente escolha!

Maxi Brincos

Por ser um brinco bastante volumoso, ele acaba chamando muita atenção. Então, se torna um acessório mais atraente. Por isso, não precisa ser combinado combinado com outros acessórios. A dica escolher o maxi brinco como o protagonista do look. Então, não é preciso agregar colares, pois a região do rosto pode ficar sobrecarregada.

Brincos de Ear Cuff

O par de brincos ear cuff pode ser composto por um brinco botão em um lado da
orelha e no outro o ear cuff. Assim, ele causará o aspecto assimétrico
que tanto está na moda. Mas também, podem ser usado da forma tradicional, dois ear cuffs.. De qualquer forma, esse é um brinco extremamente fashion, que pode ser combinados com outros acessórios como os piercings falsos. Dessa forma, o look fica muito moderno e despojado. Esse brinco pode ser usado tanto de dia, como de noite.

Brinco de Argola

Esse é aquele acessório é uma peça chave, ou seja, é um brinco super versátil! A argola combina com diversas ocasiões! O principal segredo desse brinco é prestar atenção no tamanho do aro da argola. Com os brincos de argola menores é possível incluir mais acessórios nos looks, como os colares e pulseiras. Já os brincos de argola grandes são indicados para serem usados sozinhos, ou com acessórios mais simples, como colares delicados.

Brinco de Franja

As franjas podem ser em tecidos, em metais ou em miçangas. Os brincos são super incríveis e femininos. Além disso, as franjas deixam o look muito moderno. Por isso, esse é um acessório chave que pode ser usado em qualquer ambiente e em qualquer hora do dia. Ele pode ser combinado com outros acessórios também. Mas lembre-se quanto maior o brinco, menor deverá ser a quantidade de acessórios combinando com eles.

Brincos de Festa

Os brincos de festa são muito sofisticados! Eles costumam apresentar brilhos, pedras e detalhes. Para que compor um look legal, o ideal é escolher a peça que melhor combinar com a roupa. Lembre-se: essa combinação deve ser feita desde a cor da pedra, até a cor do metal. Também, preste a atenção no brilho do brinco, escolhendo aquele que combinar com o look de forma harmoniosa ou contrastante.

Novidades do Blog

    Carregando...
Newsletter

Cadastre-se em
nossa newsletter

e receba novidades e promoções